A nossa viagem ao Dubai não foi planeada. Ganhámos a viagem num concurso promovido por um canal de televisão e tudo aconteceu muito rápido. Por ser um destino caro e tão longínquo nunca imaginámos conhecer o Dubai. A nossa estadia foi num Hotel de luxo (algo ainda mais inimaginável para nós), o Mélia Desert Palm Dubai, numa Pool Villa, um apartamento com piscina privada. Um sonho!

O Dubai está associado a construções e eventos de grande escala conhecidos em todo o mundo. A cidade tornou-se símbolo de construções megalómanas e riqueza desmedida.

O Dubai pode ser considerado o “coração” dos Emirados Árabes Unidos. Está localizado entre a capital Abu Dhabi e a calma Sharjah. Apesar das visões tradicionais e das rígidas regras religiosas, o Dubai é o “mais aberto” de todos os emirados.

Nas ruas da cidade, há moradores locais, tanto em roupas nacionais quanto em jeans comuns. Os jovens modernos seguem as tendências do Ocidente, e quase toda a população é fluente em inglês.

Um oásis rico no meio do deserto

O Dubai pode ser um ótimo exemplo de uma boa gestão de recursos. Afinal, apenas meio século atrás, no seu lugar, havia um deserto com um pequeno assentamento beduíno. Graças às suas reservas de petróleo investidas no desenvolvimento de infraestruturas, o Dubai é agora uma cidade do futuro, e o seu povo (os naturais deste emirado e não os migrantes) desfruta da vida sem se preocupar com o trabalho duro.

Apesar de o Dubai estar localizado no meio das areias e a temperatura no verão ser mantida pelos + 40 ° C, tentam tornar a cidade o mais verde possível. Palmeiras, muitos arbustos e flores diferentes estão plantadas em toda a cidade. A sua condição é cuidadosamente monitorizada e a água fresca é fornecida a cada planta para irrigação. Para além disso, andando pela cidade, vemos muitas vezes fontes de todas as formas.

Uma característica dos árabes é o encanto pelo ouro. Além das joalharias, existem máquinas, idênticas às comuns “vending machines” com barras de ouro. Estas estão instaladas em grandes hotéis e shoppings, caso alguém precise urgentemente de comprar algumas peças.

Depois de visitar o Dubai, é possível perceber como esta cidade está constantemente a competir com o resto do mundo. Manifesta-se especialmente nas estradas. É raro encontrar noutro sítio do mundo, tantos supercarros caros.

Os modernos aeroportos

O Dubai está localizado no Golfo Pérsico, cercado por países pouco amigáveis para o turismo em massa, sendo no entanto muito seguro. A única maneira conveniente de chegar ao Dubai é de avião, não sendo aconselhado o acesso ao país via fronteira terreste.

No seu território estão os dois maiores aeroportos do mundo – o Aeroporto Internacional do Dubai (DXB) e o Aeroporto Al Maktoum (DWC).

Este último foi aberto no verão de 2010 e recebeu o nome do xeique da dinastia dominante. No total, os dois aeroportos recebem anualmente dezenas de milhões de turistas, ocupando o primeiro lugar no ranking em termos de número de passageiros.

Existem voos diretos de Lisboa e de São Paulo. Os aeroportos do Dubai estão localizados a uma distância de 70 quilómetros um do outro. O mais antigo fica mais próximo da área de Deira, e o novo fica nas famosas ilhas artificiais de Palm Jebel Ali.

Ambos têm ligação ao centro da cidade por um sistema de transportes públicos compostos por autocarros e metro de superfície. À noite, só pode sair dos aeroportos de táxi ou num transfer de Hotel (como foi o nosso caso).

Dubai – Quando visitar?

Inicialmente, no território onde o Dubai agora está localizado, praticamente não havia nada. Apenas o deserto. Devido ao clima quente do deserto, este éum destino perfeito para visitar durante todo o ano. Como a cidade está localizada na zona subtropical, quase sempre é quente e seco. A precipitação é extremamente rara e a neve é geralmente um fenómeno anormal.

No entanto, o clima no Dubai varia sazonalmente. Dependendo dele, o número de turistas às vezes aumenta ou diminui. De dezembro a fevereiro, a temperatura do ar é de cerca de + 25 ° C. À noite pode arrefecer. Mas poderá sempre dar um mergulho no mar, porque a temperatura da água ronda os confortáveis + 20 ° C. A primavera e o outono são mais adequados para viagens aos Emirados Árabes Unidos. Nessa altura, o clima no Dubai é quente e com uma humidade do ar moderada.

A melhor época para férias na praia, na primavera, começa em meados de março e dura até meados de abril.

Dubai – Transportes

A área povoada deste emidado tem uma forma alongada. Para que residentes e turistas se possam movimentar de maneira rápida e confortável, as autoridades da cidade criaram um dos melhores sistemas de transporte.

É conveniente usar o transporte público no Dubai. As principais rotas fazem ligação a todo o lado. O sistema de transporte inclui metro, autocarros, e barcos.

Nos dias úteis, os autocarros funcionam das 05h30 às 21h30, os ferries das 07h00 às 22h00 e o metro funciona das 05h30 às 00h00. De madrugada, movimentar-se pela cidade terá de ser feito de táxi ou de carro alugado.

Deira

Deira é a mais antiga área comercial do Dubai. Está localizada no norte da cidade, entre Sharjah e o Dubai no Creek Canal. Andando pelas ruas estreitas e coloridas, raramente se vêm moradores por aqui. É mais comum ver trabalhadores, principalmente migrantes da Índia, Paquistão e Filipinas, que vivem e trabalham nesta zona.

É em Deira que existem os famosos mercados do ouro, especiarias, eletrónica e vestuário local. E isso não é surpreendente, porque os preços aí são menores do que nos grandes shoppings. A variedade de bens é impressionante. Além disso, os vendedores locais negoceiam de bom grado com os compradores. Em alguns casos, pode-se obter descontos significativos.

Mercado do Ouro (Gold Souk)

O mercado mais conhecido do Dubai é o de venda de jóias e de ouro . Vale a pena passear, mesmo que não seja para comprar jóias.

Cada loja esforça-se por mostrar os seus produtos da melhor maneira possível, portanto, o melhor é exibir-se nas montras. Muitas das “exposições” nas montras das lojas são feitas em técnicas orientais tradicionais, com centenas de anos de idade. A quantidade de ouro exposta é incrível. Chegam mesmo a existir, óculos, porta-chaves e até chupetas em ouro.

Zona histórica do Dubai

A parte histórica do Dubai está localizada na margem oposta do Dubai Creek Canal e estende-se até a área do Downtown Dubai. Antes do petróleo ser encontrado nos Emirados Árabes Unidos, era aqui que ficava o centro da atual metrópole. Tradicionalmente, este lugar é visitado por um grande número de turistas interessados na história do emirado. O transporte entre os lados da cidade divididos pelo rio (Dubai Creek Canal) é possível ser feito em pequenos barcos, sendo o preço francamente baixo, não chegando a 1€ por pessoa.

Percorrendo a parte histórica, chegamos ao centro. O Dubai está associado ao luxo e à riqueza. A área do centro é uma confirmação disso mesmo. Todas as construções mais grandiosas e de tirar o fôlego do emirado, listadas no Guinness Book of Records, estão concentradas aqui.

Downtown e Jumeirah

Downtown é um exemplo perfeito de um ambiente urbano moderno e confortável, com imóveis de luxo, restaurantes de primeira classe e hotéis cinco estrelas de luxo. Os turistas ricos costumam vir a esta área para fazer compras, negócios e passeios turísticos.

A região de Jumeirah é muito popular entre os turistas, porque existem aí os maiores hotéis de luxo para umas férias confortáveis e memoráveis. Esta estende-se ao longo da costa oeste do Golfo Pérsico, do porto de Rashid até a área da Dubai Marina.

É conhecida pelas suas praias de areia branca, imóveis caros e arranha-céus estonteantes. Claro que este é um dos destinos turísticos mais chiques do Dubai.

A Dubai Marina é a área mais jovem e ainda em construção, de prestígio da cidade. Está localizada no oeste do emirado, entre os distritos de Jumeirah e Jebel Ali. É um porto artificial, enterrado entre os arranha-céus mais reconhecidos da cidade. Aqui estão os hotéis mais caros, apartamentos de luxo, restaurantes gourmet e enormes iates.

Burj Khalifa

O Dubai Mall é considerado o maior shopping do mundo. Está localizado no sopé da famosa torre Burj Khalifa . A sua área comercial é de 350.244 metros quadrados. Este shopping é uma autentica cidade dentro da cidade, tendo mais de 1200 lojas. Aqui encontra absolutamente tudo, para todos os gostos e bolsos.

O edifício mais alto do mundo é o Burj Khalifa . É a marca do Dubai. Tão reconhecível quanto a Torre Eiffel em Paris. No 148º andar, fica o mais alto miradouro turístico, que oferece uma vista deslumbrante da cidade. A segunda plataforma está no nível dos 124 e 125 andares. À noite, as luzes da torre acendem e, após as 20 horas, começa o show de luzes. As fontes de dança e musica junto ao Burj são outro lugar imperdível, e totalmente grátis.

Burj Al Arab

O Burj Al Arab (Parus Hotel) é a “marca registada” dos Emirados Árabes Unidos desde o seu início. É considerado um símbolo das melhores e mais ricas férias dos Emirados. O incrível arranha-céus surpreende não apenas pela aparência e tamanho, mas também pelo mais alto nível de serviço. Oficialmente, o Parus Hotel é um hotel cinco estrelas, porque, de acordo com o sistema de classificação, esse é o mais alto nível que existe. No entanto, o hotel caracteriza-se como sendo de sete estrelas.

O edifício do famoso hotel é feito de um material único que brilha durante o dia, e à noite transforma-se numa tela na qual é mostrado um show de luzes. Até tem uma pista de helicóptero no telhado.

Praia de Jumeirah

A Praia de Jumeirah, propriedade do Parus Hotel, fica apenas a 100 metros. A praia é aberta ao público e a entrada é gratuita. A água aqui é muito limpa e quente. A entrada para o mar é suave, o que permite que famílias com crianças relaxem sem preocupações.

É possível chegar bem perto do hotel, se fizer um passeio de catamaran como nós fizemos. Terá o almoço a bordo e a oportunidade de circundar as ilhas.

Praia de Al Sufouh

As praias mais populares do Dubai, por regra, estão sempre lotadas, o que não acontece com Al-Sufuh ou, como os locais chamam, a “praia secreta”. Poucos turistas sabem disso, porque não há vestiários, chuveiros, salva-vidas ou até casas de banho nessa praia.

Al-Sufuh está localizado na área homónima, não muito longe do Parus Hotel . Apesar da completa ausência de qualquer infraestrutura, é notável pela sua ampla costa bem cuidada e água limpa. Este é um dos poucos lugares onde pode desfrutar da tranquilidade e silêncio perto da parte movimentada e barulhenta da cidade.

As famosas ilhas artificiais

O Dubai não seria tão famoso sem as suas ilhas artificiais, que na sua forma se assemelham a uma palmeira e um mapa do mundo. Biliões foram gastos para criar estas ilhas. O primeiro arquipélago da ilha de Palm Jumeirah foi concluído em 2006.

Se fizer um passeio de hidroavião (como nós), poderá ver as ilhas e todo a cidade desde o céu. Imperdível. Aí consegue realmente ver como as ilhas têm a forma exata de uma palmeira e de um mapa mundo. É ainda possível ver as casas de muitos famosos. Também pode entrar na Ilha da palmeira de metro de superfície.

No final da ilha, ao cento do topo da palmeira, está o magnífico hotel Atlantis Palm, de cinco estrelas, e com um parque aquático (Aquaventure). Além das modernas atrações ao ar livre, tem ainda piscinas com tubarões, golfinhos, raias e todos os tipos de peixes. O tema do mundo subaquático é abordado no design do hotel, por isso não é de surpreender que ele tenha, no seu interior o seu próprio aquário gigante. Mesmo não estando hospedado no hotel, pode entrar na área comercial e ver o aquário.

Dragon Mart

A maior loja de produtos chineses fora da China está no Dubai. Em frente à sua entrada central, há uma escultura de um enorme dragão dourado. Aí pode encontrar quase tudo o que quiser, e o custo dos produtos é surpreendentemente agradável.

É uma loja enorme. Tem alimentos, roupas, materiais de eletrónica, materiais de construção, brinquedos, joias e muito mais.

Reserva Natural de Flamingos Ras Al Khor

Um santuário da vida selvagem, no meio de deserto e entre estradas e arranha-céus. Parece mentira, mas porque não, quando se trata do Dubai? Poucas pessoas sabem, mas é aqui, próximo ao centro de negócios da cidade, na parte interna de Creek Bay, que está localizada a reserva de Ras al-Khor .

Tem uma área de 620 hectares, mais de 250 espécies de plantas e 50 espécies de animais. Mas o verdadeiro orgulho da reserva e o principal objeto de interesse dos turistas é uma enorme população de flamingos cor de rosa, com mais de 500 aves.

Safari no deserto do Dubai

Esta foi uma das atividades mais giras que fizemos. A viagem começa com um emocionante passeio radical pelas dunas com geeps, e continua com um pitoresco pôr do sol no deserto. Fantástico.

Depois disso, seguimos para a vila beduína, onde experimentámos a verdadeira hospitalidade árabe. Fomos recebidos com café tradicional, fizemos um passeio de camelo, havia lanches e bebidas. Foi possível fazer tatuagens henna, apreciar a dança oriental de Tanur e a dança do ventre, fumar cachimbo de água e desfrutar de um jantar maravilhoso sob o estrelado céu árabe.

Ski Dubai

Esta foi uma das atividades mais estranhas que fizemos no Dubai. No meio do deserto, com um calor tórrido, tivemos a nossa primeira experiência de ski na neve.

O território do complexo é de mais de 22.000 metros quadrados. É coberto de neve real, onde pinguins caminham. Imagine, no meio da areia e do deserto, poder esquiar, passear num parque com neve e ver pinguins. Aí a temperatura média varia de -1 a -5 ° C e a espessura da neve atinge os 70 cm. 

O bilhete de 2 horas para adultos é de 200 AED, e para crianças de 170 AED. O equipamento e vestuário está incluído no preço do bilhete. Para além das pistas de ski, tem ainda um parque de neve para passear e muitos restaurantes.

Um destino muito caro?

O Dubai é um destino que se torna caro se se escolherem os hoteis mais luxuosos e os restauantes nos lugares chiques. Existem alternativas de hotéis mais em conta e as refeições de fastfood nos shoppings são perfeitamente acessíveis. Os transportes também não ficam caros, mesmo os taxis. Isso deve-se ao baixo preço dos combustíveis. A entrada em museus é também bastante barata.

Uma alternativa mais em conta para visitar o Dubai, é parar em Sharjah. Este emirado faz fronteira com o Dubai, no nordeste, na área da baía de Al Mamzar. Os preços em hotéis, lojas e cafés locais são mais baixos, e poderá chegar ao Dubai de transporte público ou táxi. Neste último caso, deve ter em mente que os taxistas cobram sempre uma taxa adicional pela travessia da fronteira entre os emirados.

Beleza do Destino
Custo
Acessos Fáceis